Você sabe o que é uma Estratégia de monetização das APIs?

VOCÊ SABE O QUE É UMA ESTRATÉGIA DE MONETIZAÇÃO DAS APIS

Em alguns programas e sistemas que utilizamos, há um conjunto de rotinas e padrões que permite a conexão com outros sistemas sem a intervenção direta do usuário. Isso acontece por causa das APIs, que são utilizadas por empresas que desejam que seus softwares possam ser associados a outros tipos de serviços.

Muitas organizações estão gerando dinheiro e ampliando seu poder de mercado dessa maneira. Gigantes como o UOL, Google, Philips, Samsung, BMW, Mailchimp e o Serasa estão tendo ganhos significativos com estratégias de monetização de API.

Mas, de forma prática, como essas empresas produzem estratégias? É isso que vamos falar no próximo tópico.

Grandes empresas e Monetização de APIs

Imagine uma empresa que trabalhe com venda de passagem aérea online. A área de Marketing vai pensar, na hora de criar uma estratégia de comercialização de produtos, trabalhar com SEO e mídias sociais. Isso é muito valioso, mas pode ser potencializado com uso de APIs.

Se a mesma empresa conseguir integrar seu sistema de pedidos, buscando informações diretamente dos sites de empresas aérea, vai conseguir informações valiosas. Consegue imaginar a quantidade de novos clientes que podem ser gerados por meio dessa iniciativa? Pois é isso o que a Decolar.com faz.

As APIs já foram percebidas pelo mercado como poderosas fontes de receitas. É por isso que as áreas de Marketing e TI precisam conversar mais. Se a área de TI ofertar esse tipo de solução para o departamento de Marketing, é bem possível que saiam como um modelo de negócio.

Outro grande exemplo de uso de APIs para potencializar negócios é o Netflix. A empresa de streaming atuava apenas com o oferecimento de assinaturas. Muito além de desenvolver um site responsivo, o Netflix integrou seu programa a outras tecnologias. Uma delas foi possibilitar o acesso utilizando uma Smart TV. Percebeu que não há limites para uso dessa tecnologia?

Mas, como já deu para perceber pelos exemplos citados acima, as lógicas de negócio dos exemplos citados foi diferente. Vamos ver esses tipo de geração de receitas abaixo.

Tipos de geração de receitas por meio de APIs

A monetização de APIs pode ter lógicas de negócio distintas. Enquanto uma pode render valores diretamente com seu uso, outras podem ser monetizadas de outras maneiras, como na geração de publicidade gratuita, para o consumo de determinado produto ou serviço.

Receita Direta

Esse formato é um dos mais utilizados para cobrar pelo acesso a uma API. É bastante utilizado por empresas que disponibilizam seus serviços via Saas (Software as a Service).

Nesse modelo, costuma-se criar um valor equivalente a um número de chamadas que pode ser feitas na sua API. É uma relação direta entre volume e valor a ser pago, podendo, esse valor, ser fixo ou não. Algumas empresa reduzem o custo da chamada ou dão gratuidade de acesso por um tempos. Dessa maneira o desenvolvedor pode testar a API.

Um exemplo disso é a API do Google Maps. Todos sabemos que o serviço é gratuito, mas existe um limite para essa gratuidade, que é algo em torno de 2500 chamadas por dia. Para uma empresa de grande porte esse número é baixíssimo, por isso, o Google vende pacotes de chamadas.

Receita Indireta

Diferente da Receita Direta, nesse modelo o acesso a API não é cobrado. Mas ele gera rendimento por outros vieses. Uma delas é por meio de Marketplaces, ampliando ou construindo canais que potencializam a geração de negócios.

É através delas que um site de e-commerce pode se integrar à plataforma base, onde será feita a venda. O marketplace oferece um oceano de produtos, de diversas fontes e sem modificar a experiência de usuário. Isso significa aumento nas receitas de ambos os parceiros! Empresas como a Amazon, Buscapé, Mercado Livre, Cnova operam intimamente ligadas à força das APIs.

Outra são os programas de afiliados, como é o caso do KM de Vantagens, que incentiva seus clientes, tanto a consumir no posto, quanto nas lojas conveniadas ao programa. Temos um case sobre essa estratégia.

As APIs da sua empresa são monetizadas?

Chegamos ao final do nosso conteúdo com o desejo de que você esteja convencido que uma estratégia de APIs pode ser o gás extra que o seu negócio precisa. Caso você tenha ficado inclinado criamos uma lista para te ajudar a entender um pouco mais sobre a sua estratégia atual de API.

  • Você está apto a lucrar com a cobrança de APIs usando alguns dos modelos citados?
  • A API é enxergada como uma oportunidade de upsell para o negócio?
  • Existem maneiras de gerar receitas indiretas através de sua API?
  • Existem oportunidades para criar parcerias estratégicas via API?
  • Uma API pode melhorar a eficiência operacional e reduzir o tempo de atividades?

Tenha duas questões claras quando for adotar uma estratégia de monetização de uma API:

  • Mapeie e mensure as fontes de receitas relacionadas com sua a API.
  • Se possível, compare a sua receita com a de outros clientes que não usam API.

Como qualquer iniciativa de TI, certifique-se de que sua estratégia de monetização está diretamente alinhada com seus objetivos de negócio. Se não estiver alinhada com seus objetivos, não perca seu tempo, e foque em outras ações.

Que tal agora continuar estudando sobre o assunto? Descubra na sequência como aumentar suas vendas usando APIs!

Este texto foi interessante para você? Então clique no botão azul abaixo e receba o nosso conteúdo direto no seu e-mail, sem spam, é claro!

NEWSLETTER-vertigo