O que você precisa saber sobre Saas?

SaaS

O SaaS (Software as a Service) faz parte da rotina de muitas empresas e só tende a crescer cada vez mais -impulsionado pela crescente demanda do mercado.

Podemos dizer que o modelo SaaS teve papel importante na revolução do modelo de consumo dos usuários. Cada vez mais as pessoas buscam soluções pay per use (pagar por uso), querem ter autonomia para contratar e cancelar serviços a qualquer momento, querem utilizar as versões mais novas das aplicações e exigem dos fornecedores respostas rápidas a problemas e correções.

Uma prova disto é que empresas que tradicionalmente cresceram com o modelo de venda de software estão migrando para o modelo SaaS. Em 2011 a Microsoft lançou o Office 365, modelo SaaS para o tradicional pacote Office. No mesmo ano a Adobe, conhecida por seus softwares com licenças nada “acessíveis”, como Photoshop e Illustrator,  lançou o Adobe Creative Cloud.

Esses dois produtos  foram recebidos com alegria pelos usuários finais, e sem dúvidas geraram enorme impacto nas empresas, que precisaram desembolsar grandes quantias em licença de software, para manter a compliance. Aplicações SaaS também são encaradas pelos grandes fabricantes de software como uma alternativa legítima contra a pirataria, um dos maiores problemas enfrentado pela indústria de Software.

Neste sentido, cada vez mais o mercado de Softwares está migrando para nuvem, trazendo reais benefícios para os usuários e empresas.

Neste conteúdo, vamos abordar o que é SaaS e quais os reais benefícios que este modelo trouxe, tanto para o mundo corporativo, quanto para os usuários.

O mundo corporativo atravessa um momento de mudança em toda sua estrutura. Isto é incentivado pelo surgimento de soluções, como a clássica tríade da computação em nuvem: SaaS, IaaS e PaaS. Este tipo de formato é essencial para as empresas que necessitam reduzir o espaço físico para armazenar servidores e não querem abrir mão de um serviço de qualidade.

Neste conteúdo, iremos nos ater aos benefícios do SaaS,  apresentando este conceito e as vantagens que as empresas adquirem ao adotarem este modelo.

Fique conosco até o final e tire suas dúvidas.

O que é SaaS?

SaaS é a sigla para Software as a Service (em livre tradução, software como serviço), e refere-se a softwares que, hospedados na nuvem, são oferecidos por provedores em modalidade de aluguel ou assinatura. Isso significa, em outras palavras, que a empresa não precisa mais comprar e instalar um software no seu próprio computador, basta acessar a URL do serviço através de web browsers. Logo, toda a infraestrutura que você precisará ter acesso é: um bom provedor de internet.

O conceito de Software como Serviço surgiu no início dos anos 2000, como uma grande inovação. O Salesforce talvez tenha sido o mais bem-sucedido dentre os primeiros provedores de SaaS.

O mercado de CRM passou de uma grande implantação on premise e complexa para um serviço baseado em nuvem, em um ritmo inesperadamente rápido. No final da década, as ofertas emergentes de SaaS existiam para quase todos os tipos de aplicações, com novos concorrentes surgindo a cada dia.

Hoje, a tríade SaaS, PaaS e IaaS faz parte da realidade da Ti corporativa e é um mercado efervescente, ainda cheio de oportunidades.

What is SaaS

Exemplos de SaaS

As aplicações em SaaS fazem parte da vida da maioria de nós e também está incorporado nas operações das empresas.

A facilidade para a adoção destas ferramentas, quebrou muitos monopólios e mudou muitas arenas competitivas. Mas também trouxe um grande desafio para as empresas, no que tange a integração destas múltiplas aplicações. Neste artigo, abordamos melhor esta questão e ajudamos você a entender como resolver tal desafio.

 

São exemplos de aplicações SaaS:

  • Office 365
  • Creative Cloud
  • Google Apps
  • Salesforce
  • Netflix
  • Dropbox
  • Spotify

 

Quais os benefícios o SaaS oferece?

Com o SaaS as aplicações tornam-se disponíveis através de qualquer dispositivo, do desktop ao smartphone — bastando estar online — e os custos com hardware e infraestrutura de TI reduzem significativamente. Isso permite construir e oferecer serviços (desde CRM a sistemas de gestão empresarial) dinâmicos, com manutenção e atualizações mais rápidas, garantindo assim, maior satisfação ao cliente final com menos trabalho manual dos desenvolvedores. Além disso, a precificação é diferente, já que a empresa não precisa mais pagar por uma licença ao comprar um pacote completo, utilizando apenas o que realmente necessita. Deste modo, ao assinar o serviço ela tem a liberdade utilizá-lo pelo tempo que achar conveniente e cancelar a qualquer tempo.

Confira abaixo os principais benefícios que podem estar fazendo sua empresa perder dinheiro, caso ainda não esteja utilizando um Software as a Service:

  • Manutenção e inovação – Como a infraestrutura encontra-se toda concentrada na nuvem, fazer upgrades torna-se muito mais simples. Ao poder atualizar o software para todos os usuários ao mesmo tempo, acaba a necessidade de lidar com a manutenção de versões mais antigas. Com isto, o feedback fica mais ágil, fazendo com que as melhorias possam ser feitas mais rápido e oferecendo uma melhor experiência de uso ao cliente final.
  • Simples e escalável – As condições de infraestrutura oferecidas por servidores na nuvem tornam o negócio escalável, tanto para o usuário quanto para a empresa, que pode usar MVPs para validar ideias e desenvolver novos produtos e serviços. Além de não requerer investimentos muito grandes em hardware, o SaaS não tem custos de instalação para o usuário, deixando o time de desenvolvimento com mais tempo para desenvolver e fazer upgrades no produto.
  • Custo benefício – Essa talvez seja a maior vantagem do SaaS e o motivo pelo qual ele tem sido utilizado com muita frequência por startups e empresas de TI, como alternativa para o desenvolvimento de novos produtos e serviços. É muito mais simples e barato inovar com um software oferecido como serviço porque não há necessidade de investimentos de capital muito altos para desenvolvimento e manutenção. Esses custos menores tornam o SaaS um modelo muito mais competitivo.
  • Relacionamento com o usuário – Por ser um serviço mais dinâmico, o SaaS precisa desenvolver diferenciais competitivos que conquistem e mantenham os usuários utilizando-o por um período muito maior. Como as empresas podem investir mais tempo e esforço para garantir uma boa experiência ao usuário, o resultado é um serviço bem prestado e uma fidelização maior dos clientes.

Por que usar SaaS em sua empresa?

No cenário atual, a nuvem vem tracionando a transformação digital e compelindo as empresas a se modernizarem, sob o risco de tornarem-se obsoletas.

Não é novidade no mundo corporativo que “fazer mais por menos” é o cerne da equação de uma empresa lucrativa.

Investir em ferramentas que estejam em consonância com o cloud computing pode ser uma solução para empresas que querem deixar a concorrência para trás e destacar-se no mercado, oferecendo entregas ágeis e eficientes para seus clientes.

Obviamente, não basta simplesmente fazer uma assinatura de um software as a service, sem mensurar o momento pelo qual a sua empresa está passando.

Como vimos no artigo sobre iPaaS, nem tudo são flores, quando se trata de SaaS. É preciso ter cuidado para que as diversas aplicações, tanto em nuvem, quanto em sistemas legados, consigam se integrar, evitando assim, os temidos “silos de informação”.

Neste sentido, nada melhor do que planejar cuidadosamente o processo de transformação que a empresa deverá passar, mapeando o momento atual e treinando sua equipe para receber da melhor forma as mudanças que a transformação digital exige.

Quer saber mais sobre SaaS?

A Vertigo possui um time especializado e disposto a lhe ajudar a entender melhor como funciona o modelo de Software as a service e como sua utilização em conjunto com ferramentas de integração de sistemas, como o Anypoint Platform da MuleSoft, pode alavancar seu negócio.

Preencha nosso formulário e envie suas dúvidas!