7 Passos para criar uma API confiável

7 Passos para criar uma API confiável

A criação da API (Application Programming Interface) está se tornando cada vez mais importante para geração e escalabilidade de novos negócios. Ela é importante tanto para o pessoal de TI quanto para o pessoal de Business. Isto porque seja na sua vida profissional ou pessoal, você muito provavelmente consome algumas APIs por dia. E nesse cenário, ter interfaces problemáticas, confusas ou pouco intuitivas (tanto da perspectiva de programação quanto gráfica) podem acabar prejudicando a experiência dessas pessoas e, consequentemente, prejudicando a usabilidade e escalabilidade desse tipo de serviço, sem falar na questão da reputação. No post de hoje vamos trazer 7 dicas de como montar uma API confiável e fazer um bom trabalho para seu cliente, aproveite para ler: API pública ou privada, como escolher?

1. Pesquise sobre seu target

O primeiro passo fundamental para a criação de APIs é pensar: “Qual experiência eu quero que o meu público-alvo tenha?”. Isto porque a interface deve ser diferenciada dependendo do tipo de público que vai interagir com a sua API, ou seja, desenvolvedores, profissionais de Marketing Digital e advogados querem e precisam de informações diferentes. Cada um dos públicos tem suas demandas, facilidades e dificuldades e isto deve ser levado em conta no momento da criação. Eu sei, parece obvio, mas isso nem sempre acontece!

2. Tecnologia

Esse é um aspecto técnico e pode ser considerado o ponto central. É preciso pensar em como seu serviço será acessado pelo usuário. Isto é extremamente importante, porque define a forma como o seu púbico terá acesso ao produto desenvolvido. É preciso, neste quesito, definir:

  • Protocolos: Como seus arquivos serão acessados: REST, SOAP, Apache Thrift, etc.
  • Formatos: Sua API deve suportar os padrões de retorno mais relevantes aos usuários segundo seus padrões de consumo (por exemplo, se estão mais habituados com JSON, XML, etc.). Em alguns casos, empresas ou órgãos governamentais, com iniciativas de API aberta, isto pode ser feito através do formato CSV ou PDF.
  • Hipermídia: Em alguns casos, cabe considerar a inclusão de controles que permitam a navegação inteligente, como paginações, o uso de tags, etc.

3. Design

Uma API não pode ter um design pobre. Sua estética também deve ser considerada, de forma a seu uso ser atrativo ou poderá afastar o usuário. Pense sempre: que tipo de software, site ou aplicativo fez com que eu nunca mais o usasse? O design era bom ou ruim? Provavelmente um dos principais pontos para a desistência foi uma interface estranha, sem estética.

Outro ponto que deve ser observado é a inovação. Mais do mesmo geralmente entra em desuso, enjoa o público, não chama a atenção. O desenvolvedor deve ser criativo e ao mesmo tempo funcional. Pedir auxílio a um design é uma boa ideia para alavancar seu projeto. Lembrando que uma interface inovadora não significa poluída. É possível fazer visuais clean e impactantes, sendo bem atrativas para o usuário.

4. Testes externos

Como falado anteriormente, é preciso pesquisar o público alvo e saber suas necessidades. Tendo feito isso, no processo de desenvolvimento é preciso testar sua API antes de lançá-la, pois pode conter alguns erros que comprometerão a imagem da mesma.

Uma boa forma de realizar esses testes é lançar uma versão beta, fomentando e monitorando feedbacks através de fóruns. Assim é possível corrigir os erros em pouco tempo e também criar elos e confiança com o público. Outra forma é contratando empresas que realizam testes A/B, de forma que profissionais especializados irão vasculhar todo o produto, procurando por problemas de usabilidade, bugs e falhas de segurança, a fim de melhorar a experiência antes de enviar para o usuário final. Aproveite para ler sobre 5 benefícios da Virtualização das APIs!

5. Documentação/Changelogs

Para manter os usuários contentes com o uso de sua API é importante manter um changelog sempre atualizado e funcional. Caso haja algum problema, os usuários logo ficarão sabendo ao visitar seu site. Outra opção é criar um e-mail de alerta para os usuários cadastrados. Isso demonstra transparência e preocupação, gerando credibilidade da sua API. Lembre-se que a experiência do usuário está sempre em primeiro lugar, não importa se é para o grande público ou para funcionários de grupos corporativos.

Outra forma de melhorar a gestão da API é criar homepages ou banco de dados acessíveis aos usuários, contendo FAQ’s, erros comuns e suas soluções. Afinal o usuário não quer quebrar a cabeça ao usar qualquer produto, e sim algo que facilite suas experiências.

6. Velocidade

Interfaces lentas e/ou sujeitas a travadas ou crushes prejudicam demasiadamente a experiência do usuário. Independente se o produto final será usado para trabalho ou lazer, não pode haver falhas nesta experiência. Isto porque, com um mercado cada vez mais competitivo, rapidamente uma outra empresa cria um software/aplicativo/site mais rápido e funcional, deixando o seu para trás. Por isto, preze a velocidade e funcionalidade da API. Muitas vezes isto pode ser obtido apenas com uma interface mais simples. Em muitos momentos, menos é mais.

7. Manutenção e Suporte

É preciso que haja uma consistente documentação da API, com suas informações mais relevantes e erros. Além disso, é importante que haja constante manutenção e suporte da API, sempre buscando proximidade com a comunidade de usuários, para que exista sempre interação entre eles e o desenvolvedor e também entre os próprios usuários a fim de que se ajudem. Trabalhar em cima dos erros mais comuns é importante, buscar resolvê-los também.

Conclusão

Seguindo as dicas acima, você terá um bom guia de como fazer uma API segura e estável.

Sim, existem fatores que devem estar sempre sendo monitorados (velocidade, seguindo os princípios de boa nomenclatura etc.), mas há muitos outros que irão variar consideravelmente, principalmente em relação a concorrentes. Quando você começar a ter uma resposta clara dos passos que foram citados anteriormente, você começará a ter uma imagem de como a sua API deverá ser, qual benefício ela trará para quem a sua.

Se você está querendo uma ajuda para começar a cria a sua API, veja 8 sites para encontrar a API ideal para você e entre em contato conosco, temos um time de especialista que pode te ajudar com certeza.