Gap de entrega da TI: os desafios para eliminá-lo

Gap de entrega da TI

O gap de entrega da TI afeta todos os setores de uma empresa e impacta diretamente nos resultados de curto e longo prazo. Por isso, cada vez mais empresas compreendem que precisam reformular seus processos internos e investir em melhores práticas para reduzir o gap tecnológico de forma ágil e garantindo a segurança da informação.

É sabido que nos últimos tempos a demanda por inovações tecnológicas tem aumentado a demanda de entregas das equipes de TI, com o agravo da pressão pelo prazo nas entregas.

Neste artigo vamos abordar uma questão de essencial importância para os líderes de TI que é o gap de entrega da TI.  

Efeitos da chamada Quarta Revolução Industrial

Para muitos líderes empresariais a “Quarta Revolução Industrial” já está em curso. Nossa época está marcada por uma mistura de tecnologias que estão obscurecendo os limites entre o físico, o digital e o biológico.

Esta revolução é considerada tão perturbadora quanto as revoluções agrícolas, industriais e eletrônicas (grandes marcos das gerações passadas). Klaus Schwab, o fundador do Fórum Econômico Mundial, delineou as marcas dessa revolução:

As possibilidades de bilhões de pessoas conectadas por dispositivos móveis, com capacidade de processamento sem precedentes, capacidade de armazenamento e acesso ao conhecimento, são ilimitadas. E essas possibilidades serão multiplicadas por avanços tecnológicos emergentes em campos como inteligência artificial, robótica, Internet das Coisas, veículos autônomos, impressão 3D, nanotecnologia, biotecnologia, ciência de materiais, armazenamento de energia e computação quântica.”

Embora essas vantagens tecnológicas tenham o potencial de oferecer benefícios significativos para o mundo, elas também apresentam desafios extraordinários.

Para a empresa, o desafio do surgimento de todas essas tecnologias é particularmente profundo. Essas forças não são apenas uma questão de mudança estrutural no modelo de negócios – como vimos no fim dos anos 90 – por exemplo, quando o comércio eletrônico entrou em disputa com o setor de varejo.

O surgimento de todas essas forças de uma vez está transformando a maneira como as indústrias fazem negócios; está demandando uma mudança radical na cultura empresarial.

As qualidades necessárias para sobreviver no ambiente empresarial de hoje são bem diferentes, quando comparadas com os anos anteriores.

As organizações de hoje têm que lidar com as partes interessadas exigentes, que se engajam por meio de novos canais, a concorrência vinda de todos os lugares, devido a barreiras de entrada mais baixas, e um mercado verdadeiramente global.

Hoje o paradigma mudou, não mais o “grande come o pequeno”; hoje, o “rápido come o lento”.

As qualidades que as organizações precisam para ter sucesso hoje são: agilidade, inventividade, capacidade de testar, falhar rapidamente e capacidade de gerenciar a segurança.

Como as empresas podem garantir que terão as qualidades necessárias para sobreviver e prosperar no ambiente competitivo de hoje?

Como terão certeza de que o gap de entrega da TI será o menor possível?

Como irão permitir que sua equipe de TI desenvolva uma infraestrutura inovadora e realmente ágil?

Uma das soluções está em uma visão única de arquitetura corporativa: a rede de aplicativos.

Rede de aplicativos MuleSoft

Para a MuleSoft, uma rede de aplicativos surge a partir da abordagem de integração corporativa, chamada API-led connectivity. Em conjunto com as abordagens da estrutura organizacional e à entrega de aplicativos –  o Center for Enablement (uma espécie de centro de habilitação).

Ao longo da série de artigos que preparamos, você terá acesso a cases e dicas valiosas sobre os conceitos de API-led connectivity atrelado ao conceito de Center for Enablement. Estas duas tecnologias, quando aliadas, criam possibilidades poderosas de mudanças nas organizações e reduzem significativamente o gap de entrega da TI.

Afinal, o que é o gap de entrega da TI?

Gráfico de entrega da TI

O gráfico acima, mostra uma pesquisa feita em 2017 pela MuleSoft com 900 líderes de TI.

O resultado surpreendente mostra uma clara divisão entre os tomadores de decisão. Apenas 50% deles conseguiram cumprir todas as demandas de projetos dos últimos 12 meses!

Para 60% dos profissionais que não conseguiram cumprir todas as demandas, falta de recursos suficientes para atender às metas digitais da empresa foi a principal causa.

Eles também reconheceram que, caso as metas de Transformação Digital não fossem atingidas, as receitas seriam impactadas negativamente em seis meses ou menos.

Neste caso, o maior obstáculo apontados por eles para atingir esses objetivos foi o tempo limitado.

Não é nada difícil entender o porquê. As empresas precisam se movimentar para atender as intermináveis transformações na estratégia. As interações forçadas pelas tendências tecnológicas – como: o cloud computing, os dispositivos móveis e o SaaS – forçam a TI a assumir a responsabilidade de implementar essas respostas.

E porque há tantas forças e a TI tem apenas uma quantidade finita de recursos, o que normalmente acontece é um gap entre o que a TI precisa fazer e o que ela pode fazer.

Gráfico demandas da TI

Com cada nova pressão digital chegando e com a TI permanecendo incapaz de agregar mais recursos ou capacidade especializada, a diferença está aumentando veloz e exponencialmente.

Além disso, sob pressão, a área de TI geralmente adota atalhos e cria débitos técnicos, mesmo quando a complexidade aumenta, o que agrava o problema.

E isso só aborda a mudança tecnológica que as empresas têm para responder hoje. Os decisores de TI acreditam que seus negócios vão mudar mais nos próximos cinco anos do que nos últimos cinco anos.

Resta então a seguinte pergunta: como a equipe de TI será capaz de acomodar mudanças que não são possíveis de serem previstas?

Visivelmente, é necessária uma nova abordagem para a entrega de projetos e estratégia de tecnologia, que pode dimensionar a capacidade de TI.

É claro que seria impossível continuar adicionando recursos para preencher o gap – o que é necessário é uma maneira de aumentar exponencialmente a capacidade de entrega dos recursos existentes.

Parece uma tarefa impossível, mas isso pode ser feito por meio de uma reflexão sobre o papel da TI nos negócios. Em suma, a TI precisa de um novo modelo operacional.

Quais os desafios as empresas enfrentarão?

A criação de um novo modelo operacional para que a TI consiga dar conta de entregar os recursos existentes precisará transpor alguns importantes desafios, tais como:

Responder às mudanças tecnológicas e à disrupção digital

– Elas sobrecarregam as equipes de TI da empresa, criando uma lacuna entre o que a empresa precisa e o que a equipe de TI pode realmente fornecer.

Manter ou aumentar pouco os recursos da TI

– Espera-se que os recursos para TI permaneçam os mesmos ou aumentem muito pouco, o que significa que o gap de entrega da TI não pode ser resolvido apenas por meio de recursos adicionais.

Ser resiliente e incorporar as mudanças rapidamente

– Se as empresas não responderem rapidamente a essas mudanças, acredita-se que as repercussões negativas possam ocorrer em seis meses ou menos.

Como as empresas podem se reposicionar para promover essas mudanças?

É primordial repensar o papel da TI na empresa, desde um único entregador de projetos até um parceiro estratégico e facilitador do restante dos negócios que servem suas próprias entregas de tecnologia.

Com isso, algumas pistas surgem sobre as mudanças que a organização precisa promover:

  • Considerar os modelos de negócios estabelecidos – como a franchising – ao determinar como a TI pode dimensionar sua capacidade de entrega.
  • Estabelecer uma disciplina estratégica de integração, liderada por APIs.
  • Incentivar e tornar visíveis os ativos reutilizáveis nos quais toda a organização pode colaborar e utilizar para fornecer novos produtos e serviços.

No próximo artigo, vamos esmiuçar o novo modelo operacional de TI.

Enquanto isso, conte para gente como está a TI da sua empresa?

Identificou algum desses desafios na sua equipe e ficou com dúvidas sobre o que fazer para resolver?

Preencha o formulário abaixo, converse com nossos especialistas em MuleSoft, que é a ferramenta mais capacidade do mercado para eliminar o gap de entrega da TI.