O Governo e suas APIs

Governo-API-pública

A conectividade é algo realmente impressionante e está cada vez mais disseminada no mundo. Através dela, conseguimos comprar, publicar, comentar e realizar tantas outras funções que facilitam nossa rotina pessoal e profissional, virtualmente. Fazemos isso de qualquer lugar, seja a partir do nosso computador ou de dispositivos móveis, conseguimos realizar diversas tarefas. As APIs do Governo fazem com que tenhamos acesso a alguns dados interessantes, conforme veremos exemplos ao longo desse conteúdo

Já falamos sobre APIs em nosso artigo que explica de uma maneira simples o conceito em torno dessa tecnologia. Se você já leu, compreende que elas foram responsáveis por interligar diversos sites e serviços web e por difundir o uso dos apps móveis. Cada vez mais a iniciativa privada está adotando as APIs para B2C e B2B.

Mas e o Governo?

Olhando para os avanços da informação dentro da iniciativa privada, podemos pensar o quanto as APIs podem ser utilizadas por outras entidades, como o governo, para otimizar vários recursos.

Levando isso em consideração elencamos alguns tópicos nos quais as APIs públicas se destacam e dão condição de existência para diversos serviços. Confira abaixo.

Transparência

É um consenso de que a transparência é a chave para o controle de gastos públicos, sendo essencial para o combate à corrupção. Uma API pode ser usada, por exemplo, para tornar públicos dados oriundos do sistema de compras do governo, disponibilizando fornecedores, contratos e licitações.

Para dar publicidade às APIs disponíveis para consumo público, sites como o Portal Brasileiro de Dados Abertos divulgam e documentam estas APIs para facilitar a compreensão e consumo das informações por usuários comuns ou por sistemas de informações, separada por tópicos ou interesses. Muitas aplicações poderão usar essas APIs para acessar e analisar os dados brutos e disponibilizá-los em várias visões diferentes. Isso tem tudo para atender a anseios específicos da sociedade.

Sustentabilidade

As APIs podem funcionar em prol da natureza. Você tem dúvida de como isto é possível?

Uma API poderia usar, por exemplo, os dados oficiais de órgãos do governo como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Instituto de Pesquisa Ambiental  IPAM) e o Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos (SINIR), os quais disponibilizam informações fundamentais para o monitoramento do território nacional.

As Interfaces de Programação de Aplicação tornam os dados mais acessíveis e de maior compreensão pela sociedade civil, fazendo com que toda a nação ganhe. O próprio cidadão também deveria poder colaborar com a alimentação desses dados. Disponíveis à sociedade através de APIs públicas os dados abertos podem ser fundamentais para a criação de outros serviços ou até mesmo novos negócios. A análise de dados públicos pode ser monetizados por empresas de diversos nichos, na prestação de serviços por meio de outras APIs.

Oportunidades de emprego

A otimização nos processos de busca por profissionais é um desejo tanto de quem procura emprego, quanto das empresas que buscam uma pessoa para sua equipe. Um sistema que conseguisse integrar as demandas de ambos seria muito bom para otimizar diversos processos de contratação.

Uma API pública que possibilitasse a utilização de dados de recenseamento demográfico poderia mapear a maior empregabilidade de uma certa cidade ou região usando indicadores do IBGE. Isso auxiliaria pessoas que estão pensando em se mudar, e se recolocar em outra cidade ou estado.

A possibilidade de verificar se existe demanda de trabalho para um profissional de determinada área poderia ser determinante para essa decisão. Saber detalhadamente a demanda de serviço por área poderia ser uma opção para dar mais dinamismo ao mercado.

Educação

Essa é outra área do governo que pode ser amplamente beneficiada pelo uso de APIs. Através delas, as escolas que contam com Educação para Jovens Adultos (EJA) poderiam ser mapeadas. Isso tornaria a informação mais acessível para que adultos que não terminaram os estudos sejam melhor orientados em como retomá-los.

As APIs Públicas poderiam também ser usadas em uma plataforma digital, que informa qual é a Unidade Municipal de Ensino Infantil mais próxima. Além disso, poderia reunir um apanhado de dados com relação aos números da escola, como alunos inscritos, média de notas dos alunos, qualificação do corpo docente, entre outras.

O futuro com APIs

O Brasil está caminhando para deixar cada vez mais dados acessíveis, definindo uma infraestrutura nacional de dados abertos, o INDA. Algumas das iniciativas citadas anteriormente estão em construção. Isso significa mais informação disponível para elaborar APIs mais amplas, complexas e úteis. As APIs do Governo estão indo em direção de um legado digital. Você pode conhecer a iniciativa nesse link.

O poder das APIs pode ser usado para melhorar os serviços prestados ao cidadão, com possibilidades incontáveis e potencial de aplicabilidade enorme. No caso do Rio de Janeiro, a prefeitura investiu na criação do Carioca Digital, que é um portal único onde o cidadão que tem interesse nas informações do Rio pode acessar todos os serviços online oferecidos pela Prefeitura.

Investiu também no Data.rio, que é um portal de dados abertos que traz informações relevantes sobre vários serviços públicos categorizadas por áreas de interesse.

Frente a tantos possíveis usos das APIs nas esferas governamentais, é impossível não pensar no que ainda está por vir de inovação nesse campo e quantos serviços podem ganhar um boost de qualidade com a ajuda da tecnologia.

Percebe todas as potencialidades que uma API pode proporcionar? Elas abrem possibilidades para diversas ações.

Que tal saber mais sobre isso? Abaixo vamos listar alguns conteúdos que são fundamentais para saber mais sobre as APIs. Veja abaixo.

Estamos ansiosos para saber o que você achou. Fique a vontade para comentar sobre o conteúdo na caixa de comentários abaixo ou em nossos posts nas redes sociais. Até logo!

Etiquetas: , , , , , ,


Canais

Assine a nossa newsletter:
   

Av. Rio Branco, 151, sala 1002 – Centro
Rio de Janeiro -  RJ - Brasil - CEP 20040-911
+55 (21) 2232-0123