O que é Conteinerização de aplicação?

O-que-é-Conteinerização-de-aplicação

Agilidade e produtividade são palavras que andam cada vez mais juntas. Isso ocorre graças às constantes tecnologias que aparecem de forma a facilitar os processos de empresas mundo afora. A conteinerização de aplicações é uma delas. Conteinerização de Aplicações é um dos caminhos para a prática de DevOps.

DevOps está comumente associado ao tripé de novos processos, cultura e ferramentas que resultam em modelos de entrega contínua de software com qualidade. Neste texto, vamos mergulhar neste assunto de maneira mais detalhada. Você vai aprender a definição de conteinerização de aplicação e seus benefícios. Fiquei com a gente!

Existe uma grande necessidade de mudança, mas a segurança jamais pode ser colocada de lado. Isso gera preocupações por parte de gestores e desenvolvedores. Este é um dos maiores pontos de resistência de gestores tradicionais de TI. Esses profissionais costumam ser adeptos de modelos de gestão de risco ultrapassados e, portanto, exercem influência negativa na escolha de novas tecnologias para aplicar no negócio. Embora algumas tecnologias sejam inerentemente mais seguras que suas predecessoras (como é precisamente o caso com contêineres), sempre há algumas lacunas que precisam ser preenchidas.

A conteinerização, embora tenha ganhos imediatos em sua adoção, também precisa ser analisada neste contexto. Nos acompanhe até o final e confira um super material que vai ajudar seus conhecimentos sobre contêineres. Pode ser o que faltava para você modernizar suas aplicações. Vamos em frente!

O conceito de conteinerização de Aplicação

Trata-se, de forma superficial, do processo de distribuir uma aplicação de software de maneira compartimentada, portátil e autossuficiente. As vezes os contêineres são confundidos com VMs leve (Virtual Machines, ou Máquinas Virtuais) devido as características citadas, no entanto, eles são mais compactos e eficientes

Essa ferramenta torna-se fundamental para muitas empresas por seu caráter ágil, comportamento previsível, portabilidade em diversos cenários e mínimo footprint (em comparação com VMs).

Contêineres se espalharam em diversas plataformas além do Linux, sendo hoje o Docker o padrão de facto para sua implementação.

Vantagens da Conteinerização

Suas funcionalidades, benefícios e afins vão muito além daqueles supracitados. Contêineres são rápidos, compactos e eficientes ao se trabalhar orquestrados em múltiplas tarefas. Além disso, eles também possuem alta resiliência – podendo ser reiniciados rapidamente em resposta a falhas ou executados por longos períodos.

Outra vantagem da Conteinerização é a sua adaptação ao uso dos microsserviços. Essa metodologia é comum no desenvolvimento de aplicações móveis, otimizando a produção e facilitando a manutenção dos ambientes.

Os contêineres não só tornam todo o processo mais prático, mas também mais qualitativo, maximizando a produtividade e deixando tudo mais rápido. A possibilidade de executar diversos contêineres em um só servidor de forma isolada resulta em maior eficiência no uso de recursos computacionais.

Conteinerização e segurança

Outra vantajosa característica dos contêineres se detém em sua capacidade de promover segurança. Essa característica existe pois a superfície de ataque de um contêiner é menor que a de uma VM.

A grande receptividade que o uso de contêineres tem na criação de esteiras de testes automatizados permite que a atualização e customização das políticas de segurança sejam absorvidas pelas entregas com mais celeridade.

Entretanto, nem tudo é totalmente fora de risco ou seguro. A conteinerização pode também representar novos desafios de segurança, porém grande parte das ameaças podem ser detectadas através de ferramentas de scanning e análise das imagens dos contêineres.

É preciso incorporar na esteira de entrega recursos que analisam os artefatos de desenvolvimento dentro da plataforma de conteinerização. Isso elimina problemas que são, muitas vezes, ignorados pelos profissionais de TI. A característica de imutabilidade do contêiner simplifica a análise e mitigação de risco nos seus processos.

Ambientes mais críticos têm, inclusive, a possibilidade de garantir isolamento maior entre contêineres, como em tenants específicos, SDNs (redes definidas por software) ou até mesmo soluções de firewall entre containers.

Docker

A Docker é uma empresa referência no trabalho com conteinerização. Ela abrange todos os recursos citados em sua solução de forma prática, dinâmica e atualizada com as expectativas e exigências do mercado.

Um de seus maiores trunfos é a capacidade de trabalhar em quaisquer plataformas, sejam elas computadores, bem como bare metal, clusters e openstack cloud.

Essa tecnologia, empregada aos métodos de DevOps, funciona muito bem para quem necessita de segurança e conta com a necessidade de aplicar ferramentas tecnológicas numa empresa acostumada com antigos métodos. De fato, a adoção de contêineres é um excelente atalho para quem estiver adotando DevOps tardiamente.

Conclusão

É notório que os recursos de conteinerização são incrivelmente eficazes quando implementados de forma correta. O assunto, enquanto teoria, não é tão novo assim. Porém, o mercado está adotando de forma mais massiva agora. As empresas mais inovadoras do mundo já utilizam a metodologia e são só elogios com todos os ganhos providenciados por ferramentas como o Docker.

A seguradora Metlife é um exemplo de empresa que utilizou Docker e colheu muitos benefícios. Você precisa ver esse super material que possui dados impressionantes sobre a ferramenta e os resultados obtidos pela seguradora. Clique na imagem abaixo e baixe nosso material!

Reduza custos de TI