O que é Blockchain e como isso ajuda na geração negócios

blockchain

Blockchain é uma tecnologia que funciona como um grande livro contábil, que permite o registro, verificação e validação de transações.  É uma das protagonistas da transformação digital e disrupção de várias áreas da economia.

A tradução do termo significa “Cadeia de blocos”. O nome foi dado pois os registros das operações são armazenados em conjunto (bloco de informações), assinados digitalmente e adicionados à sequência de blocos que compõe o blockchain. Esses blocos estão replicados em diversos “nós”, que são computadores ligados a web, com a missão de validar e propagar as transações.

Blockchain é atualmente o tema mais quente no mundo da tecnologia. Você provavelmente já ouviu falar sobre isso através de uma das suas aplicações: criptomoedas. Sim, estamos falando sobre o famoso Bitcoin e Ethereum. A geração destas moedas é o coração do incentivo financeiro para que qualquer pessoa possa acrescentar um novo nó a uma destas redes de blockchain. Os desdobramentos que vieram daí (alt-coins, exchanges, hardware wallets, etc) são um assunto interessantíssimo, mas do qual não falaremos aqui.

Essa tecnologia de registro contábil está rapidamente se espalhando por vários setores. Isso porque o blockchain é bastante seguro, barato e oferece um alto potencial para melhorar a segurança e confiabilidade dos sistemas, reduzindo custos e criando novos fluxos de receita. A impossibilidade de se violar um blockchain permite que as redes possam ser compostas por participantes que não confiam em si mutuamente, descentralizando os registros e dando total transparência às suas operações.

De acordo com uma pesquisa da Deloitte, a tecnologia blockchain deve ser um foco de negócios fundamental para vários setores. “O impacto que o blockchain terá nas empresas de diversos setores ainda não é totalmente compreendido”, diz David Schatsky, diretor administrativo da Deloitte.

Empresas de diversos nichos já utilizam a tecnologia, entre elas corretoras, seguradoras, companhias de logística, saúde, análise de dados, desenvolvimento de aplicações, economia colaborativa e consultorias.

O resultado do estudo da Deloitte aponta que tanto o entendimento, quanto o comprometimento com essa tecnologia variam entre os setores, mas a maioria deles vê a tecnologia como disruptiva. Muitas empresas que já adotaram  blockchain encontraram um novo caminho na transmissão de valores monetários e confidenciais de forma segura.

Esse caminho permitiu que empresas tivessem uma nova dinâmica de negócios. É o caso da startup californiana ABRA, que criou uma rede de pessoas conectadas por um aplicativo que permite que qualquer um, mesmo sem acesso a uma conta bancária, possa transferir dinheiro de forma rápida, segura e barata para inúmeras localidades do mundo.

Blockchain proporciona isso armazenando dados digitais de maneira imutável, permitindo que essas informações sejam compartilhadas com segurança entre redes e usuários. É uma rede peer-to-peer (P2P) combinada com um servidor de marcação de tempo distribuído, permitindo um banco de dados gerenciado autonomamente.

Confira as vantagens do Blockchain

  • O nível de transparência ajuda a reduzir erros e fraudes, pois existe a necessidade das partes contatarem umas às outras para visualizar dados de política e pagamento e status das políticas.
  • Permite o acompanhamento e registro de eventos e pagamentos em cada país associado à um documento. Ex: Uma apólice de seguro.
  • Nenhuma das partes pode modificar ou excluir qualquer registro sem todas as partes envolvidas na rede.
  • Os “contratos inteligentes” baseados em blockchain podem ser usados ​​para lidar automaticamente com pagamentos entre organizações.

De acordo com um relatório recente da Accenture, a tecnologia Blockchain poderia ajudar a reduzir em 30% os custos de infra-estrutura para 8 dos 10 maiores bancos de investimento, uma economia anual em torno de US$ 10 bilhões.

As operações no setor de serviços financeiros estão transbordando de ineficiências, porque as organizações no processo devem manter seus próprios dados e devem comunicar-se com outras atualizações de status no processo.

Isso leva a celebração de acordos a demorar dias. Isso força as instituições a reservar dinheiro que poderia ter sido investido em outro lugar, com intermediários que nada acrescentam em valor. Outra questão é a adoção de processos e controles que deveriam ser desnecessários.

Agora, graças à capacidade da tecnologia blockchain de compartilhar dados com a organização, a necessidade de reconciliação, confirmação e trade-off é eliminada para dar um processo de liquidação mais eficaz e eficiente.

Economia de taxas para empresas

Instituições financeiras (como bancos) administram a maioria dos sistemas de pagamento disponíveis. Sempre que dinheiro é transferido entre organizações, há uma taxa de transação associada a ele, especialmente para as pequenas e médias empresas (PMEs).

Por outro lado, as grandes empresas sempre desfrutaram de uma vantagem no mercado global, seja o capital para absorver o custo de tais taxas, obter taxas mais baixas, ou melhor na melhor proteção da propriedade intelectual, por exemplo.

Agora, a tecnologia Blockchain ajuda as PMEs a competir no mercado global, cortando essas taxas de transação. Por exemplo, veja o serviço de pagamento B2B alavancando o Blockchain. Ele permite que seus clientes transfiram dinheiro internamente sem pagamento. Em comparação, os bancos maiores cobram cerca de US$ 50 por transação.

Ao fazê-lo, ele acredita que afetará diretamente a experiência e o timing dessas transações das PMEs, permitindo que sejam mais competitivas no mercado.

No final, podemos ver que essa tecnologia abre novas maneiras de compartilhar dados, ou de realizar negócios entre organizações.

A Blockchain oferece uma nova infraestrutura que permite que as empresas sejam ainda mais eficientes e eficazes do que nunca.

Blockchain na prática

Os registros distribuídos por blockchain podem ser usados ​​para executar contratos automaticamente. De fato, o banco de dados P2P primeiro captura todos os termos e condições, depois usa dados – compartilhados entre nós e servidores – para determinar quando os termos e condições foram atendidos e autoriza o pagamento.

AIG, IBM e Standard Chartered Bank, recentemente trabalharam em um projeto para reforçar um dos tipos mais complexos de apólice de seguro: uma política multinacional.

Eles criaram uma política mestre, incluindo três apólices de seguro locais de: Cingapura, Quênia e Estados Unidos, em um “contrato inteligente” baseado na tecnologia blockchain. Ele fornecia uma visão compartilhada da documentação e dos dados da política em tempo real.

Segundo a IBM, a solução é projetada para que todos os envolvidos (corretores, reguladores e auditores) possam colaborar de forma mais eficiente e efetiva na rede.

Basicamente, a solução fornece uma aparência unificada de dados e documentação de políticas e pagamentos, permitindo que todas as partes envolvidas tomem decisões informadas com base em um conjunto comum de dados confiáveis.

A solução foi projetada para garantir confiança e transparência. Quando os dados sobre a política são armazenados no blockchain, todas as partes autorizadas da rede têm uma visão única dos dados e ninguém pode fazer alterações sem a aprovação de todas as partes.

Estamos sempre trazendo novidades. Assine nossa newsletter e fique sempre ligado no mundo da tecnologia!

Etiquetas: , ,


Canais

Assine a nossa newsletter:
   

Av. Rio Branco, 151, sala 1002 – Centro
Rio de Janeiro -  RJ - Brasil - CEP 20040-911
+55 (21) 2232-0123