DevSecOps e seus principais indicadores de desempenho

Seja a sua organização de médio ou grande porte, você precisa das métricas corretas para determinar a eficácia da sua segurança, desempenho e operação de uma forma geral. Isso não é menos verdade quando se trata de medir o sucesso da abordagem DevSecOps na sua empresa.

O DevSecOps precisa ser liderado pelos membros da equipe de segurança, porque eles são os responsáveis ​​pela postura de segurança cibernética da companhia. Os encarregados por implementá-lo devem esperar uma curva de aprendizado, à medida que se conectam às equipes de DevOps, se familiarizam com conceitos como entrega contínua, ferramentas como Docker, e determinam a melhor maneira de implementar o DevSecOps em suas organizações.

Integração e Automação são as chaves para o êxito do DevSecOps

O mais adequado é incluir a disciplina de segurança como parte integrante de todo ciclo de vida de uma aplicação. Deve-se ter em mente que o DevSecOps é sobre segurança interna e não sobre segurança de perímetro, que atua em torno de dados e aplicações.

Para usufruir de forma objetiva, integrada e eficiente, leia abaixo alguns pontos primordiais para que o start da estratégia de DevSecOps seja compreendido de forma mais simples.

Passo a passo para ajudá-lo a evangelizar e implantar uma cultura DevSecOps:

  1. Convidar equipes de segurança logo no começo da iniciativa DevOps;
  2. Estimular uma mudança de atitude entre os times DevOps e segurança, promovendo o diálogo e a criação de uma equipe coesa;
  3. Promover uma integração mais próxima entre equipes tradicionalmente isoladas;
  4. Definir um plano para automação de segurança;
  5. Determinar a tolerância ao risco, conduzindo análises na relação risco/benefício;
  6. Estimular os desenvolvedores a pensarem em segurança, compartilhando visibilidade, insights sobre ameaças conhecidas e feedbacks;
  7. Promover um treinamento de segurança para os desenvolvedores;
  8. Manter ciclos de desenvolvimento curtos e frequentes;
  9. Integrar medidas de segurança com o mínimo de interrupções nas operações;
  10. Integrar scanners de segurança para containers;
  11. Manter-se atualizado nas evoluções da cultura DevOps, tais como cloud, containers e microsserviços;
  12. Introduzir API Gateways seguros em sua arquitetura de referência;
  13. Automatizar os testes;
  14. Isolar containers que executam microsserviços um do outro e da rede;

Inscreva-se no nosso blog para ser informado quando publicarmos mais conteúdos como este


Algumas dessas iniciativas começam a nível humano, mas o agente facilitador delas é a automação.

Se você pensar em uma simples operação matemática, tendo como fatores da adição, DevOps + Automação, obterá como resposta o que o DevSecOps entrega de forma eficiente: SEGURANÇA.

Alguns KPIs para levar as suas iniciativas de DevSecOps para o próximo nível:

Em teoria, os benefícios de adotar uma abordagem DevSecOps são fáceis de explicar. No entanto, na prática, devido à dor envolvida em mudar a maneira como a sua organização tradicionalmente executa as tarefas, é importante usar métricas eficazes para mostrar como as mudanças estão melhorando as operações de negócios. 

Aqui estão alguns dos principais indicadores de desempenho que as empresas devem considerar implementar para medir o sucesso:

  • Ponto de risco por dispositivo – essa métrica monitora o número de vulnerabilidades não corrigidas por servidor. Elas devem ser priorizadas de acordo com a sua criticidade. Com o tempo, o número de vulnerabilidades deve diminuir – principalmente as críticas e mais expostas a ataques da internet.

 

  • Número de ciclos de entrega contínua por mês – essa é uma métrica importante para que você saiba com que rapidez pode implantar alterações de código em seu ambiente de produção. A adoção de uma abordagem DevSecOps deve aumentar o número de ciclos de entrega que a sua empresa pode gerenciar. Idealmente, as organizações devem poder lidar com um ciclo de entrega a cada duas semanas se seguirem o ciclo de desenvolvimento ágil, mas quanto mais, melhor.

 

  • Número de defeitos de software por linhas de código – é importante medir a quantidade de vulnerabilidades descobertas por meio de análise de código de segurança estática e dinâmica para verificar a eficácia de suas práticas de segurança. Lembre-se de que qualquer aumento a curto prazo pode estar vinculado a processos de detecção mais eficazes – em outras palavras, o fato de você estar melhorando na detecção de falhas antes que o seu código personalizado seja promovido para produção, está gerando esse alto número de vulnerabilidades descobertas.

 

  • Redução de horas gastas na resolução de problemas de segurança: esse KPI mede as horas gastas em segurança no pipeline. Eles incluem quantas pessoas cuidam da segurança no ambiente de DevOps e quanto tempo eles gastam em testes ou validação manual. Quanto mais automatizada a segurança se tornar, menores serão esses números. No mínimo, eles devem confirmar e se alinhar com os KPIs que medem, retornam e atrasam – isto é, o tempo gasto quando as coisas dão errado. Caso contrário, significa que você não está automatizando o suficiente.

CIOs, arquitetos de softwares e especialistas devops que desejam seguir uma estratégia de desenvolvimento baseada em container e microsserviços não podem avançar sem abordar questões de segurança cibernética, principalmente nos dias de hoje.

Conclusão

Muitas empresas encontram dificuldades em iniciar a implantação de DevSecOps, seja por questões culturais, por falta de mão-de-obra, recursos ou ferramentas.

Independente do motivo, uma boa opção é buscar parceiros habilitados para dar suporte ao projeto de implantação.

A Vertigo tem uma equipe de consultores especializados que entregam uma solução perfeita para empresas e negócios que buscam as vantagens da cultura DevSecOps em seus projetos. Fale com algum de nossos especialistas!

 

Preencha o formulário para conversar com os nossos especialistas e saber como esses métodos podem ajudar a sua empresa chegar ao sucesso.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *