Posts Tagged ‘Monitorar Aplicação’

Tráfego Online: Robôs de Busca & Métricas Digitais

Você sabia que mais da metade do tráfego on-line é gerado por robôs? Existem usuários da rede que são robôs (bots) alguns de busca (Tipo Google) e outros não, são ferramentas digitais que executam tarefas sem a interferência humana! E mais: são diferentes tipos de bots. E o mais surpreendente, eles já são a maioria de usuários no tráfego on-line. Como isso acontece? Por que isso acontece? Como isso afeta as visitas ao site de sua empresa? É possível separar as visitas humanas daquelas feitas por robôs? Essas são algumas perguntas esclareceremos no artigo de hoje. Continue a leitura!

Quais são os percentuais de tráfego on-line?

Antes de qualquer coisa é bom saber que existem vários tipos de bots: robôs de busca (que organizam a informação na internet), programas espiões, scrapers (ladrões de conteúdo), programas de ataques hackers, comentários spam e impersonators (que deixam lentos os sites concorrentes). Todos eles ajudam a aumentar o tráfego na internet quando interagem com as páginas, fazendo downloads e uploads de arquivos. Segundo a Incapsula, que analisou 1,45 bilhão de acessos em 90 dias, existem cerca de 2 bilhões de pessoas conectadas a internet. No entanto, 61,5% do tráfego são gerados por bots. Já dá para imaginar a fatia dos robôs! Mas essa fatia também possui outras subdivisões: 20% para robôs de busca, 19% para programas espiões, 5% para scrapers, 5% para programas de ataques usados por hackers e 2% para comentários spam.

Leia mais


5 principais desafios de TI para 2017

5 principais desafios de TI para 2016 Pensar o futuro da TI é um desafio constante de gestores em todo o mundo, estar conectado às principais tendências com o potencial de mudar a rotina desses profissionais e revolucionar processos internos é obrigatório se a sua empresa deseja se manter competitiva. Assim, listamos os principais desafios de TI que prometem atingir o ano de 2016/2017 para você ficar de olho.

Desenvolver produtos que integrem os wearables à rotina de seus usuários

Leia mais


6 motivos para começar a Monitorar a Performance de suas Aplicações

  Não adianta nada informatizar toda sua empresa e introduzir um sistema ruim, lento ou de difícil usabilidade. Para antecipar esse tipo de cenário da melhor forma possível e evitar retrabalhos e dores de cabeça para sua equipe, o APM (Application Perfomance Monitoring ou Monitoramento de Performance de Aplicações) surge como uma boa alternativa. Por meio dele, é possível analisar como seu time está usando as aplicações corporativas e entender melhor se essas aplicações estão oferecendo problemas ou soluções. Mas as vantagens não param por aí. Elencamos os principais motivos para implementar esse conceito de APM na sua empresa.

Leia mais


Canais

Assine a nossa newsletter:

   


Av. Rio Branco, 151, sala 1002 – Centro
Rio de Janeiro, RJ - Brasil
CEP 20040-911
+55 (21) 2232-0123