SEO e Gestão de Performance: por que devem estar sempre unidas?

SEO e Gestão de Performance: por que devem estar sempre unidas? A presença online é uma realidade de grande parte das empresas e as que ainda estão fora deste cenário já buscam opções para sua inserção, normalmente optando por estratégias de marketing digital como mídias sociais, links patrocinados e SEO. Muitos, entretanto, se esquecem da importância de soluções que otimizam os resultados dessas estratégias, como a gestão de performance em sites, portais e e-commerce em geral.
Se o canal digital é uma fonte de receita para você, se preocupe bastante com a Gestão de Performance do seu Negócio, seja ele web ou mobile.  

O que é gestão de performance?

Todos os sites ranqueados pelo Google, Yahoo, Bing e outros mecanismos de busca são constantemente avaliados por bots para determinar a relevância do site, o que influencia diretamente no ranqueamento nas buscas. Neste caso, a maioria das pessoas pensam imediatamente em SEO, certo? Entretanto, a performance do site é um dos fatores mais relevantes, assim como conteúdo e desempenho mobile. Veja esse indicado dentro do seu Google Analytics, vai estar dentro de “Comportamento”, veja a foto abaixo: A gestão de performance também influencia a experiência do usuário que, caso seja ruim com um alto tempo de carregamento do site e das páginas internas, pode desistir de navegar nele. E a questão é: Você consegue identificar, com certeza, o que faz o seu site ficar lento a ponto do usuário desistir da compra/navegação? Dessa forma, a gestão de performance é todo o acompanhamento realizado pela empresa para que o site não seja punido nem pelos mecanismos de buscas e nem se torne desinteressante para os usuários devido ao alto tempo de espera, ou seja, isso envolve tanto a equipe de TI quanto a de Ecommerce pois, algumas ações do pessoal de Infra ou de sistemas pode ajudar bastante no número de usuários logados sem prejudicar a performance do site ou o tempo de carregamento da página, agilidade no botão de compra e outras.

Qual a relação entre monitoramento de performance e SEO?

Quando o tema é melhorar o posicionamento nas ferramentas de buscas, muitas empresas focam apenas no SEO e esquecem da gestão de performance do site e das páginas internas, perdendo posições de palavras-chave importantes, sem nem ao menos entender de onde vem essa punição dos mecanismos de busca. Graças a esses fatores, o SEO e o monitoramento de performance são duas estratégias que devem caminhar juntas para que a empresa alcance os resultados desejados com o investimento nas estratégias de marketing digital. É importante conhecer quais são as melhores ferramentas e estratégias para o desenvolvimento de uma gestão de performance eficiente, proporcionando:
  • Melhores resultados para o site;
  • Otimização da experiência do usuário;
  • Acompanhamento em tempo real da experiência do usuário;
  • Identificação, em tempo real, de bugs dentro da plataforma;
  • Saber em tempo real: quem é, de onde vem, usando qual dispositivo e onde ele está no meu site
  • Posicionar melhor o site nos mecanismos de busca.

Como definir a estratégia de gestão de performance?

A gestão de performance deve ajudar a identificar quem está visitando o site, sejam usuários ou bots de rastreamento, e qual a experiência está sendo proporcionada nas páginas. Algumas ferramentas permitem identificar qual é o volume de tráfego de usuários e bots e mesmo saber qual ferramenta de busca tem uma assiduidade maior no site. A estratégia de monitoramento de performance deve incluir:
  • Uso de ferramentas que permitam identificar as informações mais relevantes para o negócio;
  • Criação de dashboard por área de interesse, ou seja, TI e Marketing querem ver informações diferentes;
  • Equipe comprometida em transformar as carências em oportunidades de melhoria;
  • Acompanhamento frequente de possíveis alterações que ocorram no desempenho do site;
  • Inovação constante para acompanhar as mudanças nas exigências dos mecanismos de buscas.
Atualmente, poucos milissegundos já fazem a diferença entre uma experiência ótima, uma mediana ou uma ruim. Nesse cenário, outro fator não pode ser ignorado: a experiência mobile do site! O Googlebot-Mobile está aí o tempo todo rastreando o desempenho de sites no mobile e um mal resultado neste aspecto tem uma influência definitiva no posicionamento do site.

Por que investir em performance?

As ferramentas de buscas, em especial o Google, estão mais preocupadas em oferecer aos usuários experiências realmente positivas. Um teste realizado recentemente pelo Google inseria uma etiqueta vermelha escrito “Slow” (lento) antes de endereços que apareciam nos resultados de buscas, mas que, provavelmente, não estavam alinhados com uma estratégia de gestão de performance eficiente. Esse tipo de “alerta” deve se tornar cada vez mais frequente evitando que usuários percam tempo em experiências ruins na internet e isso faz com que todo o negócios seja prejudicado.

Conclusão

Empresas, profissionais da área de tecnologia e marketing digital devem estar em constante atualização para não deixar que um orçamento baixo ou a desinformação tragam consequências ruins para o desempenho online do negócio. É preciso que, assim como a gestão de performance é essencial para os resultados do SEO, os profissionais dessas duas áreas estejam alinhados e com objetivos em comum para identificar problemas para otimizar o resultado do negócio. Quer saber mais sobre como usar a gestão de performance para melhorar os resultados da empresa e se tornar um profissional inovador dentro da companhia? Deixe um comentário falando o que você gostaria de ver por aqui!

Tags: , , ,

Trackback de seu site.

Vertigo

Somos uma consultoria de negócios focados em TI, agilidade e inovação são aspectos que levamos a sério. O nosso objetivo é Ajudar o nosso cliente a crescer utilizando a Tecnologia, é nisso que acreditamos!

Canais

Assine a nossa newsletter:

   


Av. Rio Branco, 151, sala 1002 – Centro
Rio de Janeiro, RJ - Brasil
CEP 20040-911
+55 (21) 2232-0123